DOENÇA DE NIEMANN-PICK (Tipos A / B e C)

DOENÇA DE NIEMANN-PICK (Tipos A / B e C)


  • O que é

A doença de Niemann-Pick tipo A e B é uma doença metabólica e genética, caracterizada pela deficiência da enzima esfingomielinase ácida, o que causa a acumulação de um lípido – a esfingomielina – nalgumas células. A doença de Niemann-Pick tipo C é totalmente diferente dos tipos A e B no que diz respeito ao defeito bioquímico que lhe está na origem. Esta é causada por deficiências no transporte intracelular do colesterol, levando à sua acumulação excessiva nas células de diversos órgãos.

  • Quem é afetado

Trata-se de uma doença hereditária autossómica recessiva, ou seja, para que se manifeste é preciso que os genes que se herdaram tanto da mãe como do pai tenham a mutação responsável pela deficiência. Estima-se que o tipo C tenha uma frequência na ordem de 1 por 120 mil nados-vivos na Europa ocidental. Em Portugal, a prevalência é de 1 por 50 mil crianças nascidas com vida.

  • Sintomas

A forma de manifestação e a gravidade desta doença dependem da variante/tipo da doença.

  • Classificação

Clinicamente distinguem-se os seguintes tipos da doença de Niemann-Pick:

Tipo A – Também designada por Deficiência da Esfingomielinase Ácida tipo neurovisceral infantil (a doença de Neimann-Pick tipo A), é a forma mais grave da doença, afetando o sistema nervoso central. Manifesta-se no primeiro ano de vida através de uma alteração do estado geral, mudanças neurológicas graves, atraso do desenvolvimento psicomotor, diminuição da força muscular (hipotonia generalizada), distúrbios digestivos, aumento do volume do baço e fígado. A degradação neurológica e as infeções pulmonares conduzem à morte, que ocorre, em geral, até aos três anos.

Tipo A/B – Também denominada de Deficiência da Esfingomielinase Ácida tipo neurovisceral crónica, esta forma de doença de Niemann-Pick tem uma progressão mais lenta, com início dos sintomas durante a infância. Ocorre neurodegeneração e a doença visceral é variável.

Tipo B – A deficiência da Esfingomielinase Ácida neurovisceral crónica é a variante mais frequente e não afeta o sistema nervoso central, pelo que não apresenta a gravidade dos tipos anteriores. A idade de início é muito variável (entre a infância e a idade adulta) e o sintoma mais frequente é o aumento de volume do fígado e do baço.

Tipo C – Apresenta diversas formas clínicas e os primeiros sintomas podem aparecer pouco tempo depois do nascimento, mas é também possível manifestarem-se apenas na idade adulta. Geralmente caracteriza-se pelo aumento de volume do baço e fígado com icterícia prolongada, podendo evoluir até uma falha hepática fatal. É acompanhada por alterações neurológicas graves e, muitas vezes, por demência progressiva. O prognóstico depende da idade de início das alterações neurológicas, sendo mais grave nos casos em que estas começam mais cedo, levando à morte prematura de grande parte dos doentes.

  • Tratamento

Ainda não há tratamento específico ou eficaz para a doença de Niemann-Pick, mas é necessário administrar fármacos para ajudar a lidar com os diversos sintomas. Em relação aos doentes do tipo B considera-se a administração de terapia de substituição enzimática. Quanto ao tipo C, foram testados agentes redutores de colesterol, mas estes não têm efeito nas manifestações neurológicas da doença.

  • Referências:

www.eurordis.org/pt-pt/content/niemann-pick
www.sns.gov.pt/noticias/2017/03/01/doenca-rara-niemann-pick-tipo-c/
www.emedicine.medscape.com/article/951564-overview
www.orpha.net/consor/cgi-bin/OC_Exp.php?lng=pt&Expert=646
www.nnpdf.org
www.ghr.nlm.nih.gov
www.fnp.es/